Nutrição

Diferenças entre alimentos diet e light

Dr.ª Fabiana Cristina da Silva

 

Diariamente ao passarmos pelas prateleiras dos supermercados, nos deparamos com uma infinidade de produtos que sofreram modificações nos seus teores de açúcares, gorduras, calorias, etc. A lista destes alimentos é grande e inclui leites, geléias, balas, refrigerante, pães, barras de cereais, gelatinas, chás, chocolates, etc.

Até pouco tempo atrás, estes alimentos só eram encontrados em farmácias e consumidos por diabéticos. Atualmente, a procura por estes alimentos cresceu tanto, que podemos encontrá-los facilmente em supermercados, padarias e até lojas de conveniência. Substituir o açúcar por adoçantes artificiais, por exemplo, tornou-se um hábito também entre as pessoas que desejam manter a boa forma ou emagrecer. Hoje, cerca de 26% dos brasileiros consomem algum produto Diet ou Light, sendo o adoçante o produto mais vendido.

Desde 1988 estes alimentos  eram classificados como "Alimentos Especiais". Foi só à partir de 1998, que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) regulamentou a designação dos termos Diet e Light para tais alimentos.  Pela nova lei, os produtos Diet e Light devem seguir as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), seguindo os mesmos padrões de rotulagem adotados pelos Estados Unidos e Europa.

Apesar do crescente consumo destes alimentos, dúvidas e insegurança ainda surgem na hora da compra, seja pelas letras miúdas e nomes complicados existentes nos rótulos, ou pela falta de informação e orientação.

 

O que são alimentos Diet ?

           

Os alimentos Diet são destinados às pessoas que possuem alguma patologia (diabetes, hipertensão, etc) e necessitam de dietas específicas, embora saibamos que pessoas saudáveis também têm utilizado esses alimentos com frequência. Nesses alimentos a presença de certos nutrientes deve ser eliminada. Assim, o termo Diet pode ser utilizado para alimentos:

 

· Que não possuem açúcares (carboidratos).

· Que não possuem proteínas.

· Que não possuem gorduras.

· Que não possuem sódio (sal), etc


 

Assim, um alimento Diet não é, necessariamente, sinônimo de alimento sem açúcar e destinado apenas aos diabéticos, podendo ser específico para pessoas com problemas cardiovasculares (restrição de gorduras), para pessoas hipertensas (restrição de sódio), etc.

Quanto às calorias, a atenção também deve ser redobrada, pois nem sempre um produto Diet possui o valor calórico reduzido. Um bom exemplo é o chocolate diet. Com a substituição do açúcar por adoçantes no momento de sua fabricação, a textura do alimento se modifica. Para conseguir a textura habitual, os fabricantes acabam adicionando mais gordura, o que faz com que o total de calorias do chocolate diet fique semelhante a do chocolate tradicional.

Quanto à rotulagem, as principais informações que devem estar presentes para designar um produto Diet são:

 

- Apresentar para que tipo de dieta foi formulado. "Ex: Para dieta com restrição de carboidratos".

- Apresentar alguma advertência para diabéticos, caso possua qualquer tipo de açúcar.

- Apresentar tabela de composição nutricional destacando os nutrientes eliminados.

- Apresentar a informação se possui ou não redução no valor calórico.

 

O que são alimentos Light ?

 

O termo Light é utilizado para designar alimentos que possuem baixos teores ou teores reduzidos de calorias, açúcares, gorduras totais, colesterol, sódio, etc. Nesses alimentos estes nutrientes não são eliminados como no caso dos alimentos Diet, pois não são produzidos com a finalidade de atender as necessidades de dietas dietoterápicas.

 

Para que um alimento seja considerado Light, pelo menos 25% das calorias e nutrientes envolvidos devem ser reduzidos. Alimentos Light que sejam sólidos devem fornecer no máximo 40Kcal por 100g e alimentos que sejam líquidos 20Kcal por ml.


Os alimentos Light são os produtos mais indicados para dietas de emagrecimento ou de manutenção do peso.  Nestes casos, devem ser consumidos com bom senso, avaliando-se principalmente o valor calórico, pois mesmo os alimentos Light quando consumidos de forma exagerada podem contribuir para o ganho de peso.

As pessoas diabéticas também devem ficar atentas, pois estes alimentos podem conter açúcar.

 

Quanto à rotulagem, as principais informações que devem estar presentes para designar um produto Light são:

 

-  Apresentar quais nutrientes foram reduzidos.

- Apresentar tabela de composição nutricional destacando os nutrientes reduzidos, comparando o produto com sua própria versão tradicional ou com um produto similar.

- Apresentar redução de pelo menos 25%  nos valores de gorduras, açúcares ou calorias em relação ao produto tradicional ou similar.

 

Cuidados na hora da compra

 

Na hora da compra é sempre bom verificar a rotulagem e a finalidade para qual o produto foi desenvolvido. Para isso não economize tempo: leia os rótulos cuidadosamente.

 

Em caso de dúvidas, não compre o produto! Informe-se através dos serviços de apoio ao consumidor ou consulte um profissional especializado (nutricionista, médico, etc).

Procure também sempre comprar produtos de empresas idôneas e que trazem as informações necessárias de maneira clara e completa.

Quanto mais informados e orientados estivermos, maiores serão os controles de nossa alimentação e de nossa saúde, e menores serão os riscos de equívocos e desperdício de dinheiro!

 

Culinária Diet e Light: dicas e truques

 

Ao contrário do açúcar, quando utilizamos o adoçante em doses maiores do que o recomendado pelo fabricante, a receita ganha sabor amargo. Assim, atente-se sempre à quantidade indicada.

Os doces feitos com adoçante (sem açúcar) podem estragar-se mais facilmente. Assim, procure mantê-los sob refrigeração e consumi-los em 1-2 dias.

Para reduzir o teor de gordura de suas receitas, utilize sempre leite ou laticínios desnatados, margarina Light, etc.

A combinação de ingredientes e a criatividade resultam em receitas Diet ou Light bastante saborosas e muito parecidas com as tradicionais. Assim, abuse dos diversos produtos disponíveis para compor suas receitas e use a imaginação!

 

 

Fonte: http://www.sanavita.com.br

Faça o download do arquivo clicando Aqui

VEJA TODOS OS ARTIGOS.